terça-feira, 31 de janeiro de 2012

15

Os Limites da Vida e as Ações que Podem nos Perseguir pela Eternidade...


Perdido na Floresta Amazônica



Para quem já assistiu o episódio do programa Sobrevivi veiculado pelo canal Discovery onde Benedict Allen, um Britânico que está explorando a Floresta Amazônica em busca do Eldorado, se perde após ter os guias abordados por minerados e se sentir ameaçado de morte, esse texto merece reflexão e debate. Se você não conhece a história, veja os relatos abaixo:

Após fugir no meio da noite, em sua canoa, do acampamento oferecido pelos minerados para que ele e seus guias pudessem descansar antes de continuar a expedição no dia seguinte, levando somente seus mantimentos e seu fiel cachorro Cashew, Benedict Allen acaba perdendo praticamente todos os mantimentos e inclusive seu animal de estimação após a canoa virar numa corredeira e se partir no meio.

Depois de passar dias isolado e sozinho na mata, reencontra seu fiel amigo Cashew que imaginava ter perdido para sempre, porém após 21 dias sem se alimentar, sofrendo com os efeitos da Malária, mata o seu próprio cachorro (segundo ele seu grande e verdadeiro amigo que havia se tornado ainda mais importante para ele em termos de manter as esperanças vivas, pois ambos estavam sofrendo, mas estavam juntos naquela inusitada situação) como recurso derradeiro para poder se nutrir e se manter vivo...

Alguém que realmente ama seus animais, consegue conceber essa atitude por mais crítica que fosse a situação???

O caso da queda de avião nos Andes em 1972, onde alguns sobrevivente se viram obrigados a praticar o canibalismo alimentando-se da carne humana de seus companheiros que haviam morrido no acidente para se manterem vivos durante os 72 dias em que ficaram isolados na montanha é uma coisa, mas matar seu grande amigo (quer seja um animal ou um humano), numa selva com a mais rica flora e fauna do planeta, repleta de possibilidades para se obter algum tipo de alimento, não me parece aceitável...

Qual a sua opinião? Deixe seu comentário no final da página.


Veja mais Curiosidades AQUI.


Participe! Se inscreva na barra lateral do blog para receber atualizações por email, compartilhe e comente!



JÁ ESTÃO PARTICIPANDO DO SORTEIO?



GOSTOU deste Artigo? Então RECOMENDE clicando no Botão +1 ao lado!
Compartilhe este post com seus amigos, usando os botões das Redes Socias acima!
Se ele foi um dos seus favoritos, vote para classificá-lo entre os mais populares!    
Dica: Clique aqui e saiba como receber automaticamente nossos artigos atualizados.

15 comentários:

Alyne comentou:

Não tem desculpas!
Não faria isso de forma alguma e não tenho a menor dó desse homem.
Quantos e quantos casos de pessoas perdidas em florestas já não ocorreram e vimos que sobreviveram a base de frutas, raízes e tudo o mais?
E se fosse o filho dele, será que tomaria a mesma atitude?
ou se fosse um amigo humano? Também faria o mesmo?
Me revoltei com isso!

Heartbreaker comentou:

Nem pensar!!! Jamais!!! Nunca conseguiria viver com esse peso na consciência (fiquei até bolado só de pensar).

miguelcouto comentou:

Nunca... geralmente eu assisto os episódios do Sobrevivi no Discovery, mas esse não cheguei a ver.

Mas nunca mataria nenhum dos meus três cachorros em caso de sobrevivência, apocalipse zumbi ou coisa do tipo, o Bear Grills aquele do programa "A prova de tudo" do mesmo canal prova muito bem isso. (é, aquele que come larva de besouro e inseto pra manter a sobrevivência hehehe)

Assim como o Heart aqui em cima, eu nunca conseguiria viver com um peso desses também, é aquele tipo de coisa que vai ficar voltando a cabeça a cada 15 minutos.

Mr. Reis comentou:

Depois de um tempo seus animais de estimação passam ser praticamente um membro da familia.
Creio que ninguem que ama seus cães faria algo assim.
* não vi a materia ja tinha ouvido falar.

Isabella oliveira madeira comentou:

O cara vai explorar a Selva Amazônica e não sabe como ela é rica em alimentos naturais? Inclusive outros animais como peixes..... realmente não tem desculpa... rídiculo e desumano fazer isso com quem "gosta".... até parece que ele ficaria tanto tempo sem comer.... me poupe, só se fosse burro..... na selva é mais fácil morrer por causa de um bicho do que por fome.... não conheço o caso, mas é muito estranho isso.... tem comida até no deserto se procurar e um cara como ele deveria estar preparado pra esse tipo de situação

Rogério Barreto comentou:

Não há como se colocar na pele de Benedict Allen, naquele momento um jovem de 22 anos, aterrorizado e temendo pela própria morte, mas a atitude que ele tomou me causa verdadeira repulsa... Será que realmente não havia outra alternativa???

Inadmissível que num local com tamanha riqueza de flora e fauna, tenha se valido de matar o seu cachorro de forma covarde como recurso derradeiro para a própria sobrevivência.

Os meus animais de estimação são para mim como membros da família, até mesmo mais importantes do que inúmeras pessoas com os quais convivo no dia a dia e por isso não tenho como entender ou aprovar tal atitude.

Jéssica comentou:

o cara é um retardado, se fosse por sobrevivencia e o cachorro nao tivesse la ele ia pesca, comer frutas e coisas do genero, só pq era mais comodo fez isso!!!

Hestia comentou:

Eu em.. assisto os episódios do Sobrevivi no Discovery, mas esse eu tbm não cheguei a ver. Fiquei aqui chocada! Como assim o cara se perde na Selva e mata o cachorro dele pra não morrer de fome! Muito triste isso!

mizael pistolatti comentou:

CARALHO EU ASSISTI ESSE EPISÓDIO, ELE ESTAVA MORRENDO POR INANIÇÃO, NÃO ADIANTOU MUITA COISA O ORGANISMO DELE REJEITAVA A COMIDA.

mizael pistolatti comentou:

Nossa eu assisti esse episodio,ele estava morrendo por inanição,dias que não comia nada. o cão foi morto em vão, pois o organismo dele não aceitava alimento.

911666533 comentou:

Inaceitável meu filho de 12 anos se sentiu mal... temos um cachorro bem parecido....

o patrulheiro comentou:

BANDO DE HIPÓCRITAS A SELVA NÃO É UM POMAR VOCÊ TEM QUE ACHAR ALIMENTO E ISSO É UMA TAREFA QUASE IMPOSSÍVEL PRA QUEM NÃO TEM NENHUM TIPO DE TREINAMENTO E O CARA ESTAVA SÓ E MORRENDO E SÓ UM IDIOTA SEM CULTURA CRITICA UM CARA A BEIRA DA MORTE É MUITO FÁCIL FALAR QUE NÃO MATARIA O ANIMAL VOCÊS ESTÃO NO CONFORTO DE SEUS LARES NENHUM DE VOCÊS SOBREVIVERIA UM DIA NA SELVA A MAIORIA DOS QUE ESTÃO CRITICANDO O CARA SE ESTIVESSE LÁ TERIA SENTADO EM UM CANTO E CHORADO ATE A MORTE
ATENCIOSAMENTE. O PATRULHEIRO

o patrulheiro comentou:

eu te desafio a aprovar meu comentário

BriNcAndO dE gEntE GrAnDe comentou:

Patrulheiro, aqui todos tem o direito de expressar suas opiniões, desde que não use palavras de baixo calão ou que, de alguma forma, desrespeite os demais. Agradecemos seu comentário e sua participação.

Anônimo comentou:

Eu assisti esse documentário. Falar é fácil, mas qualquer um no lugar dele mataria o cachorro. Isso porque mesmo quase morrendo, já tendo encontrado o cachorro, ele ainda aguentou 3 dias antes de matá-lo. Vale a pena assistir, depois, tirem suas conclusoes.

Postar um comentário

Acompanhe os comentários deste post clicando em Inscrever-se por e-mail logo abaixo.

Siga no Twitter Adicione no Facebook Assine nosso Feed Assista no YouTube Adicione no Orkut Salve nos Favoritos teclando: Ctrl + D